FAMBRAS realiza Iftar Solidário para pessoas em situação de rua

Na próxima terça-feira, dia 28 de maio, a Federação das Associações Muçulmanas do Brasil – FAMBRAS, oferecerá um jantar completo para 1400 pessoas que vivem em situação de rua na cidade de São Paulo. A ação solidária acontecerá no Complexo Boraceia – Centro de Acolhida Oficina, que fica na região da Barra Funda.

“Com esta ação queremos mostrar a preocupação do Islam com as pessoas que passam fome ou vivem em estado de vulnerabilidade social”, explica o vice-presidente da FAMBRAS, Ali Hussein El Zoghbi. “Há um dito do Profeta Muhammad que nos inspira: “Não crê de verdade aquele que dorme saciado sabendo que seu vizinho está com fome“. É por isto que, neste dia, nossa quebra do jejum – ou Iftar, como chamamos este momento – será com elas”.

Ao longo deste mês do Ramadan, a Federação, em parceria com as entidades emiradenses Fundação Mohamed bin Rashid e Dubai Charity, doou carne e outros alimentos a várias mesquitas brasileiras. Esta ação que acontecerá no Complexo Boraceia conta com o apoio da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania e da Defesa Civil.

O jantar será preparado e distribuído por voluntários e representantes da Federação. Estão confirmadas também as presenças do Cônsul dos Emirados Árabes Unidos, Ibrahim Salem Alalawi e do Cônsul Comercial do Egito, Mohamed El Khatib.

Serviço:

Local: Complexo Boraceia – Centro de Acolhida Oficina

Endereço: Rua Dr. Ribeiro de Almeida, 14 – Barra Funda

Horário: a partir das 17h

FAMBRAS promove jantares de Iftar nas mesquitas do Brasil

Ao longo do mês de Ramadan, a comunidade muçulmana se reúne nas mesquitas para o Iftar (quebra do jejum). Além de ser um momento de união entre familiares e amigos, também é uma acolhida aos muçulmanos e não muçulmanos mais necessitados, que muitas vezes não conseguem ter uma refeição digna.

A FAMBRAS – Federação das Associações Muçulmanas do Brasil, em parceria com organizações internacionais, promove o Projeto Iftar Brasil, que realiza doações de verbas e alimentos para as mesquitas e entidades islâmicas de todo o país, permitindo que elas ofereçam o jantar de quebra do jejum.

“O Ramadan é um período para reavaliar hábitos, ajudar o próximo e pedir perdão pelos pecados. Por isso, oferecer essas refeições a refugiados e pessoas carentes é de extrema importância para nós”, explica o vice-presidente da Federação, Dr. Ali Hussein El Zoghbi.

Entidades beneficiadas pelo Projeto Iftar 2019:

  • Associação Al-Albait Annabawi no Brazil
  • Associação Cultural Comunidade Islâmica Da República – Al-masjid Al-munawar
  • Associação Islâmica de Itabaianinha Sergipe
  • Associação Islâmica de São Paulo – Mesquita Hamza-Cachoeirinha
  • Associação Recreativo e Cultural Islâmica de São Miguel Paulista
  • Centro Cultural Beneficente Islâmico de Foz do Iguaçu
  • Centro Cultural Islâmico da Bahia – CCIB
  • Centro Islâmico Beneficente do Paraná
  • Centro Islâmico de Belém (Centro Islâmico Cultural do Pará – Masjid Ar-Rahmaa)
  • Centro Islâmico de Florianópolis
  • Centro Islâmico de Jundiaí
  • Centro Islâmico de Rio Verde Goiás
  • Centro Islâmico Do Recife
  • Comunidade Muçulmana do Rio Grande do Norte – Natal
  • Liga da Juventude Islâmica Beneficente do Brasil
  • Masjed Alwalidein
  • Masjid Bilal Al-Ghabashi
  • Mesquita de Santana do Livramento
  • Mesquita Sumayyah Bint Khayyat – Embu das Artes
  • Mesquita Tatuapé
  • Sociedade Beneficente Islâmica de Santos e do Litoral Paulista – Mesquita Santos
  • Sociedade Beneficente Muçulmana Ali Ibn Abi Talib – Vila São Jose
  • Sociedade Beneficente Muçulmana de Anápolis
  • Sociedade beneficente muçulmana de Criciúma (Mesquita Palestina)
  • Sociedade Beneficente Muçulmana de Cuiabá (Mesquita de Cuiabá)
  • Sociedade Beneficente Muçulmana de Paranaguá
  • Sociedade Beneficente Muçulmana de Paranavai – Mesquita de Paranavaí
  • Sociedade Beneficente Muçulmana de São José dos Campos
  • Sociedade Beneficente Muçulmana de Taboão da Serra
  • Sociedade Beneficente Muçulmana de Uruguaiana
  • Sociedade Beneficente Muçulmana de Passo Fundo
  • Sociedade Beneficente Muçulmana de Santo Amaro
  • Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio de Janeiro (Mesquita Luz)
  • Sociedade Cultural e Beneficente Islâmica de Mogi das Cruzes
  • Sociedade Islâmica Brasileira – Guarulhos
  • Sociedade Islâmica De Campinas
  • União Beneficente Muçulmana de Barretos (Mesquita de Barretos)
  • União Beneficente Muçulmana de Colina
  • União Beneficente Muçulmana de Guaíra
  • Associação Beneficente Muçulmana de Juiz de Fora
  • Sociedade Beneficente Muçulmana de Taubaté
  • Mesquita Brasil
  • Refugees Brasil – Mogi das Cruzes
  • Comunidade do Sudão

FAMBRAS recepciona Sheikhs do Al Azhar para o mês de Ramadan

Chegaram ao Brasil os Sheikhs representantes do Al Azhar do Egito, que serão os responsáveis por guiar as orações durante o mês de Ramadan. Eles foram recepcionados pela Federação das Associações Muçulmanas do Brasil – FAMBRAS.

Desembarcaram em São Paulo os Sheikhs: Ahmed El Sayed Mohamed, Sheikh Mohamed Saad Mabrouk, Sheikh Ahmed Khalifa Mohammed, Sheikh Sadiq Mahmoud Hassanein.

O Presidente da FAMBRAS, Dr. Mohamed Hussein El Zoghbi, manifesta boas-vindas aos Sheikhs do Al Azhar e deseja que Deus possibilite um Ramadan abençoado a todos.

No mês de Ramadan, Islam Solidário leva atendimento médico a bairro carente de Guarulhos 

No último sábado (11), aconteceu a primeira edição de 2019 da ação social, Islam Solidário, organizada pela FAMBRAS – Federação das Associações Muçulmanas do Brasil em parceria com a Fundação Mohamed Bin Rashid Al Maktoum, a Prefeitura de Guarulhos, o Consulado Geral dos Emirados Árabes Unidos e o Colégio 24 de Março.

A ação social levou atendimento médico e atividades de lazer e cultura para a comunidade de Cidade Tupinambá, região carente do município de Guarulhos. Cerca de 15 mil pessoas foram atendidas pelos médicos e enfermeiros que trabalharam de maneira totalmente voluntária. “Fizemos diagnósticos de muitas pessoas que não sabiam que tinham diabetes, muitas pessoas que não sabiam que eram hipertensas e esses diagnósticos mudam radicalmente o processo de tratamento. Sou pediatra e pude atender também muitas crianças, duas delas foram encaminhadas para internação com quadro de pneumonia. Tudo isso só foi possível graças a estrutura montada pela FAMBRAS e por todos que se uniram para organizar essa ação” declarou Dr. Aly Said Yassine.

O ponto alto do evento foi a realização dos exames oftalmológicos com distribuição gratuita de óculos, alguns moradores chegaram a passar a madrugada na fila para garantir o atendimento. Diagnosticada com 19 graus de miopia, Rosângela Pereira conseguiu fazer os óculos que estava precisando há anos. “Eu já tinha feito alguns exames, mas não conseguia comprar os óculos, por conta do grau muito alto, ficava sempre muito caro. O atendimento aqui foi ótimo, estou muito satisfeita, vai realmente mudar minha vida”, afirmou.

As atividades de cultura e lazer deixaram o dia muito mais especial, com brinquedos infláveis, escultura de bexigas e distribuição de livros e gibis – e a participação especial do personagem Khalil –, as crianças puderam se divertir muito. Além disso, também fez parte da programação cultural do evento, apresentações de ballet, karatê, capoeira e tribo indígena.

“Enquanto muçulmano, me sinto muito feliz por poder contribuir com essa população tão sofrida. Neste bairro existem aproximadamente 700 mil habitantes, é uma população muito carente. Proporcionar alegria para essas pessoas com mais de 17 modalidades de exames e atividades de lazer e cultura é muito gratificante, isso vai de encontro com a premissa do Islam que é a de ajudar o próximo”, declarou Dr. Ali Hussein El Zoghbi, vice-presidente da Federação.

Inauguração do Centro de Referência em Direitos Humanos

O dia foi marcado, também, pela inauguração do Centro de Referência em Direitos Humanos – Pimentas (CRDH). A iniciativa é uma parceria da Prefeitura de Guarulhos com o Governo do Estado de São Paulo. O CRDH funcionará no Centro de Integração da Cidadania (CIC), onde já funcionam os postos do CIET, Procon, Fácil, Cras, Creas e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Esporte e Lazer. De acordo com o Secretário de Direitos Humanos do munícipio, Lameh Smeili, o Centro de Referência em Direitos Humanos é um equipamento voltado para garantir os direitos das populações historicamente discriminadas. “Aqui teremos acolhimento e orientação sobre os diversos serviços já desenvolvidos no município”, afirmou Lameh.

O CRDH também será um canal de comunicação da população da região com as subsecretarias de Acessibilidade e Inclusão; Igualdade Racial; Juventude; Diversidade; Mulheres e Idosos, todas vinculadas à Secretaria de Direitos Humanos.

Nota de condolências

A FAMBRAS, Federação das Associações Muçulmanas do Brasil, manifesta seu pesar pelo falecimento do Embaixador do Brasil no Líbano, Paulo Cordeiro de Andrade Pinto, e de sua esposa, Vera Lúcia Ribeiro Estrela de Andrade Pinto – vítimas de um acidente automobilístico no sul da Itália.

O Embaixador foi um dos responsáveis pela criação do curso “O Mundo Islâmico – Sociedade, Cultura e Estado”, promovido pela FAMBRAS em parceria com o Ministério das Relações Exteriores. O evento foi realizado no Instituto Rio Branco, em Brasília, entre os anos de 2013 e 2017. Na ocasião, Paulo Cordeiro declarou que o curso era “importante base de conhecimento para os jovens diplomatas … uma iniciativa que vem nos auxiliar a sair para o mundo mais informados, para melhor atuar nele”.

O falecimento de Paulo Cordeiro é, sem dúvida, uma grande perda para a diplomacia brasileira e para a FAMBRAS também, que muito o admirava. A todos os familiares e amigos do casal, nossas sinceras condolências.

FAMBRAS participa da celebração de 46 anos da Embrapa

A Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, comemorou 46 anos de atuação na tarde de ontem (24). A cerimônia aconteceu na sede da empresa, em Brasília, e contou com a presença de representantes do governo, autoridades nacionais e internacionais e empresários. A FAMBRAS, representada por seu presidente, Dr. Mohamed Hussein El Zoghbi, participou da solenidade.

Durante o evento, a Embrapa consolidou parcerias e assinou termos de cooperação para desenvolvimento de novas tecnologias e investimento no empreendedorismo agrícola. De acordo com dados oficiais, em 46 anos, a Embrapa contribuiu para o aumento de produção de grãos (240% a produção de trigo e milho, 315% a produção de arroz); para o crescimento produtividade do extrativismo florestal (140%), e a multiplicação do setor cafeeiro (300%).

Ainda segundo o Balanço Social da empresa, em 2018, para cada R$ 1,00 aplicado na Empresa, foram devolvidos R$ 12,16 para a sociedade – um lucro de R$ 43,52 bilhões gerado a partir do impacto econômico no setor agropecuário de apenas 165 tecnologias e cerca de 220 cultivares geradas pela pesquisa.

Prêmio Zayed de Sustentabilidade é apresentado em São Paulo

O Consulado Geral dos Emirados Árabes Unidos em São Paulo organizou um almoço de apresentação do Prêmio Zayed de Sustentabilidade na última quarta-feira (10), no Salão de Eventos da Câmara de Comércio Árabe Brasileira.

O evento reuniu representantes de escolas e secretarias de educação municipais e estaduais, empresários, autoridades do governo do estado e diplomatas. O vice-presidente da FAMBRAS, Dr. Ali Zoghbi, e o diretor de projetos, Delduque Martins também prestigiaram o evento.

O cônsul geral dos Emirados, Ibrahim Salem Alalawi, o subsecretário de Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Eduardo Trani, o coordenador da secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Antonio Lessa, e o secretário municipal de Relações Internacionais de São Paulo, Luiz Álvaro Salles Aguiar de Menezes discursaram acerca do evento.

A Escola Estadual Professor Dimas Mozart e Silva, de Taquarituba, cidade com 20 mil habitantes no interior de São Paulo, foi finalista na categoria Escolas Secundaristas Globais em 2017 e 2018 com o projeto “Nossa Escola Sustentável”. A professora Viviane Cristina Ramos e os estudantes Rafael Ferreira Oliveira e Vinicius Henrique Silva fizeram uma apresentação sobre o projeto e sobre a experiência de ir para Abu Dhabi como finalistas do prêmio. Outra escola brasileira, também foi finalista no ano passado, o Centro Educacional Agrourbano Ipê, de Brasília.

Este ano, o estudante Pedro Valim, do 1º ano do Ensino Médio do Colégio Dante Alighieri, irá inscrever seu projeto individual de reaproveitamento de resíduos de mineração. “A ideia do projeto é usar rejeitos de mineração para produzir algo fácil e útil, então, depois de muita pesquisa, conclui que poderia fazer tijolos e quanto mais tijolos forem produzidos, menos resíduos permanecerão nas barragens” explicou Pedro.

O jovem de apenas 14 anos já venceu algumas competições de ciências, como a Mostratec, (feira de ciência e tecnologia realizada anualmente em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul), onde um dos prêmios era o credenciamento para a Milset – Expo Sciences International (ESI), feira de ciência e tecnologia em Abu Dhabi. “Fiquei em 2º lugar e pude realizar a inscrição para a Milset, e espero conseguir ir ao Prêmio Zayed também, mas só de chegar até aqui, já é uma grande vitória” concluiu.

Sobre o Prêmio Zayed

O prêmio foi estabelecido em 2008, com base no legado do fundador dos Emirados Árabes Unidos, o Sheik Zayed bin Sultan Al Nahyan.  Antigamente, era conhecido como Prêmio Zayed de Energia do Futuro, devido a um reenquadramento estratégico em abril de 2018, o prêmio ampliou seu âmbito para abordar prioridades globais de sustentabilidade.

Organizações e escolas do mundo todo podem se inscrever até o dia 30 de maio em uma das cinco categorias: Saúde, Alimentos, Energia, Água e Escolas de Ensino Médio, que foram projetadas para se alinharem estreitamente com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (SDGs – United Nations’ Sustainable Development Goals) e recompensarem organizações globais que capacitam e melhoram comunidades menos favorecidas, enquanto também inspiram escolas a estimularem a próxima geração de líderes na área da sustentabilidade.

O fundo do prêmio é de US$ 3 milhões e é distribuído igualmente em partes de US$ 600 mil para cada uma das cinco categorias. Na categoria de escolas secundaristas, o prêmio será dividido entre seis escolas, ou seja, US$ 100 mil para cada.

A cerimônia de entrega do prêmio acontece durante a Semana de Sustentabilidade de Abu Dhabi, em janeiro. Todos os finalistas serão convidados a participar.

Se você também tem ou conhece alguém que tenha um grande projeto que se enquadre nas categorias do prêmio, acesse o site para mais informações.

FAMBRAS HALAL comemora resultados positivos de encontro entre embaixadores de países islâmicos e o governo brasileiro

A FAMBRAS HALAL, primeira instituição certificadora Halal do Brasil, em operação desde 1979 participou ontem do jantar que reuniu, na sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), 36 embaixadores de países islâmicos, o presidente Jair Bolsonaro, a Ministra da Agricultura e Pecuária, Tereza Cristina, e o chanceler Ernesto Araújo. Representada por seu presidente, Dr. Mohamed Zoghbi, e pelo vice-presidente, Dr. Ali Zoghbi, a certificadora foi uma das articuladoras do evento devido ao relacionamento que mantêm com as embaixadas das nações islâmicas.

“Nossa dedicação para organizar este encontro histórico se deu pela importância de manter a boa relação com os países islâmicos, fruto de muito esforço e dedicação”, declara o presidente da FAMBRAS HALAL, Mohamed Zoghbi. “Além disto, o Brasil precisa manter e ampliar suas relações comerciais com estes países, sob pena de afetar a economia nacional e aumentar as taxas de desemprego”.

Na opinião do vice-presidente, Dr. Ali Zoghbi, o encontro foi bastante positivo. “Atingimos nossos objetivos. Foi um esforço que valeu muito a pena. Acredito que a estratégia do governo será revista e favorecerá esta importante relação com as nações islâmicas”.

O governo e as repercussões – Em seu discurso, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo “está de braços abertos a todos, sem exceção”. Em uma rede social, disse que espera que os laços comerciais com os países islâmicos “cada vez mais se transformem em laços de amizade, de respeito e de fraternidade”.

Já a ministra da Agricultura e Pecuária, Tereza Cristina, reforçou que “o nosso papel (do Brasil), na agricultura, é cada vez mais fortalecer, além da amizade, as relações comerciais da agropecuária brasileira, com esses grandes parceiros que são os países da Liga Árabe”.

O empresário José Carlos Zanchetta, da Zanchetta Alimentos – referência em processamento de aves – declarou que “todos os empresários do setor agro, especialmente os que se dedicam à avicultura, precisam agradecer os esforços do ex-senador Cidinho Santos (PR-MT), da Ministra Tereza Cristina, e do Dr. Mohamed Zoghbi, da FAMBRAS HALAL”, pois graças a seus esforços, foi possível esse encontro com a Ministra.

O ex-senador completou: “O jantar de hoje tratou de um tema bastante delicado. Mas com muita sensibilidade, Mohamed Zoghbi, primeiramente, conversou com os embaixadores e, depois, com a Ministra Tereza Cristina. Foi tão importante que o presidente Jair Bolsonaro resolveu participar”.

Todos os participantes do encontro destacaram o bom clima que esteve presente durante todo o jantar, sem as polêmicas que se destacaram nas últimas semanas, e agradeceram ao presidente da FAMBRAS HALAL, Mohamed Zoghbi por ser o principal interlocutor entre o Brasil e os países islâmicos.

FAMBRAS assina protocolo de intenções com a subprefeitura de Parelheiros

Na manhã de hoje, a FAMBRAS – Federação das Associações Muçulmanas do Brasil e a Prefeitura Regional de Parelheiros, assinaram um Protocolo de Intenções objetivando viabilizar medidas que visam a purificação de água para população de alta vulnerabilidade social no município da maior cidade da América.

O documento foi assinado pelo Vice-presidente da Federação, Dr. Ali Hussein El Zoghbi, o Subprefeito de Parelheiros, Sr. Adailson de Oliveira e o Engenheiro Civil Sanitarista e Diretor de Projetos da FAMBRAS, Delduque Martins. O Deputado Antônio Goulart e o Vereador Rodrigo Goulart, figuras políticas importantes para a região sul da capital, também estiveram presentes para acompanhar o processo de assinatura.

“Já foi consolidado um bom relacionando entre a FAMBRAS e a população de parelheiros. Eu fico muito emocionado de proporcionar esse tipo de ação a essas comunidades” afirmou Zoghbi.

Este protocolo faz parte do Projeto Água, Saúde & Vida, lançado em dezembro de 2018, em parceria com a Fundação Mohammed Bin Rashid Al Maktoum Global Initiatives, e com apoio do Consulado Geral dos Emirados Árabes Unidos e da Prefeitura de São Paulo. A assinatura oficializa uma importante aliança na busca por parcerias em regiões onde a baixa oferta de água de qualidade compromete a saúde e o desenvolvimento local.

Segundo Delduque, é fundamental que em áreas como essas existam alianças entre governos e organizações da sociedade civil, para que juntas invistam em ações e planos eficazes, considerando a particularidade de cada região. “Esse projeto visa garantir o suprimento e a qualidade de abastecimento de água para populações que vivem em áreas periféricas, distantes dos centros urbanos. Com o sucesso da implantação do projeto piloto em dezembro do ano passado, decidimos ampliar neste ano de 2019, levando ações que fortaleçam o empoderamento de comunidades na solução de suas carências em água”.

Uma das comunidades escolhidas foi a aldeia indígena Tenondé Porã, localizada na região de parelheiros, devido a distância do centro urbano e o alto custo de se levar água tratada a esta comunidade. Atualmente, os moradores utilizam um poço artesiano para se abastecer; sendo que esta água não tem tratamento algum e a contaminação do lençol freático põe em risco a saúde desta população.

“A chegada da FAMBRAS em parelheiros mudou a visão do povo. É uma grande satisfação essa parceria, só tenho a agradecer” declarou Adailson.

Papa Francisco visita o Marrocos a convite do Rei Mohammed VI

No último final de semana o Papa Francisco fez uma visita oficial ao Marrocos. A visita foi promovida pelo rei Mohammed VI. Esse encontro histórico concedeu novos ares ao diálogo islâmico-cristão.

O Reino de Marrocos tem sido historicamente consciente da importância deste diálogo; pois o falecido Rei Hassan II não acreditava na teoria do “confronto de civilizações” ou “choque de religiões”, e ao longo de sua vida defendeu em fóruns internacionais, discursos e principalmente em seus livros, o dever de coexistência e o diálogo entre os seguidores das religiões divinas.

O Rei Mohammed VI recepcionou o Papa Francisco no aeroporto e seguiram para a histórica Mesquita Hassan, na capital marroquina em Rabat, onde durante o seu discurso na Praça Mesquita, o Papa pediu para que os crentes enfrentem o fanatismo e fundamentalismo com liberdade de consciência e liberdade religiosa.

“A liberdade de consciência e a liberdade religiosa – não só a liberdade de culto, mas também a necessidade de permitir que todos vivam de acordo com suas convicções religiosas – estão intimamente ligadas à dignidade humana” acrescentou o Papa.

Por sua vez, convocou o rei Mohammed VI em seu discurso para ressaltar a importância da religião e seu valor no campo da educação, considerando que não é através de ações militares ou dinheiro que o extremismo será confrontado, mas sim através da educação.

No discurso feito em árabe, espanhol, inglês e francês o rei Mohammed VI disse: “Na qualidade de Comandantes dos Fiéis, vamos enaltecer a religião e recuperar o status que merece no campo da educação, e para enfrentar o extremismo em todas as suas formas, a solução não será militar nem financeira, mas sim educacional, defender a questão da educação é uma condenação à ignorância, pois a religião não é o que une os terroristas, o que os une é a ignorância pela religião”.

Segundo as estatísticas oficiais, os discursos do papa e do rei Mohammed VI, foram acompanhados por cerca de 1,3 bilhão de muçulmanos e cristãos de todo o mundo, principalmente da América do Sul. A agenda incluiu ainda a visita do Papa junto ao Instituto Muhammad VI, na capital, criado pelo Rei do Marrocos em 2015 para treinar Imams e pregadores homens e mulheres.

O Vaticano afirmou que foi a primeira vez que um papa do Vaticano visitou um instituto desse tipo. Batizado em homenagem ao rei, era frequentado por estudantes da África e da Europa.

Um dos momentos mais importantes da visita foi a assinatura do “Chamado de Jerusalém” que visa preservar o caráter especial de Jerusalém como cidade de dimensão espiritual, multi-religiosa e de identidade única de Cidade Santa. O pedido foi assinado pelo Rei Mohammed VI, Presidente do Comitê de Jerusalém e Sua Santidade Papa Francisco.

Cerca da metade dos quase 23 mil católicos do país compareceram à missa de domingo no estádio do príncipe Abdullah. A imigração também foi outro tema importante na agenda. O Vaticano diz que há cerca de 80.000 migrantes da África subsaariana, além de milhares de refugiados.

As minorias religiosas no Marrocos – incluindo católicos, principalmente estrangeiros europeus, particularmente da França, e imigrantes da África Subsaariana – representam menos de 1% da população de 40 milhões do país.

O Papa se deparou com condições humanitárias, sociais, econômicas e políticas difíceis. A visita também foi importante para relatar as relações entre os mundos islâmico e ocidental após os crescentes ataques contra mesquitas e muçulmanos nos países ocidentais, ressaltando o sangrento ataque que atingiu as mesquitas de Christchurch, na Nova Zelândia.

Em fevereiro, o Papa visitou os Emirados Árabes Unidos, foi sua primeira visita a um país árabe e a primeira visita cristã à Península Arábica. Lá, o Papa assinou também um documento em prol da fraternidade humana com o Sheikh Ahmed al-Tayeb.

Esse encontro teve como principal objetivo o diálogo entre as religiões e a disseminação dos valores da paz e da tolerância, além de ter grande significado simbólico, pois reúne dois grandes líderes, que são defensores proeminentes de diálogos inter-religiosos.

Fonte: Vatican News